quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Estado brasileiro anistia glauber rocha



Perseguido e censurado nos anos da Ditadura Militar (1964-1985), o cineasta baiano Glauber Rocha, pai do Cinema Novo, autor de clássicos da Sétima Arte nacional, a exemplo de Deus e o Diabo na Terra do Sol, Terra em Transe, Barravento e O Dragão da Maldade contra o Santo Guerreiro -- este último, uma das suas nove obras censuradas -, foi oficialmente anistiado em cerimônia realizada nesta quarta-feira (26/5 de 2010), no Teatro Vila Velha, em Salvador.


Nenhum comentário:

Postar um comentário